Navigation

Holanda suspende uso da vacina AstraZeneca como medida de precaução

Doses da vacina AstraZeneca afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 14. março 2021 - 22:19
(AFP)

A Holanda suspendeu neste domingo (14), por precaução, o uso da vacina contra o coronavírus da AstraZeneca até 28 de março, após "possíveis efeitos colaterais" terem sido relatados na Dinamarca e na Noruega.

"Com base em novas informações, a Autoridade Holandesa de Medicamentos aconselhou, como medida de precaução e enquanto se aguarda investigação adicional, a suspensão da administração da vacina AstraZeneca" contra a covid-19, informou o Ministério da Saúde em um comunicado.

"A questão crucial é saber se tratam-se de queixas após a vacinação ou por causa da vacinação. Não deve haver dúvida sobre as vacinas", explicou o ministro da Saúde, Hugo de Jonge, no comunicado.

“Temos de ser prudentes e por isso o mais sensato a fazer agora é apertar o botão de pausa, por precaução”, acrescentou.

A Noruega, assim como a Islândia e a Dinamarca, anunciou na quinta-feira que suspendeu o uso da vacina AstraZeneca, também como "precaução", por temores relacionados à formação de coágulos sanguíneos em pessoas vacinadas com o imunizante.

A Bulgária fez o mesmo na sexta-feira e a Tailândia atrasou sua campanha de imunização com esse produto.

No entanto, na Holanda, nenhum caso semelhante foi detectado, informou o Ministério da Saúde, que aconselhou as pessoas que foram vacinadas com este produto a contactar seu médico se apresentarem sintomas "inesperados e/ou desconhecidos" após três dias.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) afirmou nesta sexta-feira que não há "motivos para não usar" a vacina desenvolvida pelo laboratório britânico AstraZeneca e pela Universidade de Oxford.

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?