Navigation

Número dois do chavismo, Diosdado Cabello, testa positivo para COVID-19

O presidente da Assembleia Constituinte da Venezuela, Diosdado Cabello, em 15 de janeiro de 2020 em Caracas afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 09. julho 2020 - 23:24
(AFP)

O líder chavista Diosdado Cabello, presidente da Assembleia Constituinte da Venezuela, anunciou nesta quinta-feira (9) que testou positivo para COVID-19.

"Devo informar que, depois de realizar os testes correspondentes, testei positivo para COVID-19, e desde já estou em isolamento seguindo o tratamento indicado", informou Cabello, número dois do Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV), depois do presidente Nicolás Maduro.

"Toda minha solidariedade (...). Ele já está descansando, está bem", reagiu Maduro depois de ler a mensagem publicada nas redes sociais durante um discurso no canal estatal VTV.

Cabello suspendeu seu programa semanal de televisão na quarta-feira, alegando que "lutava contra uma forte alergia".

Maduro também confirmou que outro líder do chavismo testou positivo para o novo coronavírus: Omar Prieto, governador do estado de Zulia (oeste, na fronteira com a Colômbia), a região de maior foco da doença na Venezuela.

"Testei positivo. É o risco que também assumem nossos médicos, enfermeiros, bombeiros. Estamos na batalha e [em condição] estável", expressou Prieto no Twitter.

Segundo dados oficiais, a Venezuela confirmou até esta quinta-feira 8.372 infecções e 80 mortes.

Nas últimas semanas, ocorreu uma aceleração preocupante dos contágios, que Maduro chamou de "preocupante".

Passaram 70 dias entre o primeiro caso registrado e o de número 1.000 e apenas quatro entre o caso 6.000 e o 7.000 e três entre 7.000 e 8.000.

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.