Navigation

Pesquisa médica sobre maconha avança no Congresso americano

A Câmara dos Representantes americana aprovou nesta quarta-feira um projeto de lei para facilitar a pesquisa médica sobre a maconha e seus efeitos, uma medida aclamada pelos defensores da cannabis afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 10. dezembro 2020 - 01:51
(AFP)

A Câmara dos Representantes americana aprovou nesta quarta-feira um projeto de lei para facilitar a pesquisa médica sobre a maconha e seus efeitos, uma medida aclamada pelos defensores da cannabis. O texto, aprovado por unanimidade, permite que cientistas autorizados tenham acesso a partes das plantas cultivadas sob programas aprovados pelos diferentes estados.

O uso medicinal da maconha é legalizado em 36 dos 50 estados americanos, além da capital. Já o uso recreativo é permitido por 15 estados e a capital federal. Até o momento, no entanto, apenas a Universidade do Mississippi possui licença federal para cultivar e realizar pesquisas clínicas sobre a maconha.

O projeto de lei ainda tem que passar pelo Senado para entrar em vigor. Na semana passada, a Câmara dos Representantes aprovou um projeto de lei para eliminar a maconha da lista federal de drogas perigosas, um passo para a descriminalização da mesma nos Estados Unidos.

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?