Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Ataque tira Zug do anonimato

Vista parcial de Zug (fonte: zug-tourismus)

(Keystone Archive)

A cidade de Zug existe. Tem 20 mil habitantes. Fica no centro da Suíça. O Cantão (Estado) do mesmo nome conta 100 mil habitantes e número impressionante de milionários nos 239 km2, atraídos pelas taxas fiscais mais baixas do país.

O ataque perpetrado quinta-feira, 27, contra a Assembléia Legislativa de Zug, revela ao mundo uma região que é conhecida apenas por milhares de empresas (18 mil) atraídas por esse paraíso fiscal (veja em Economia).

No coração da Suíça

A Suíça existe desde 1291. Zug aderiu em 1352 a um embrião da Confederação que hoje tem 26 cantões. O de Zug, situado no centro do país, faz fronteira ao norte com Zurique, ao oeste com Lucerna e Argóvia, ao leste e ao sul com Schwyz.

É um dos menores cantões suíços, com apenas 238,7 km2. Mas é um dos mais prósperos. Beneficia-se, além de uma lei fiscal favorável, da proximidade com Zurique - a locomotiva da Suíça - e da proximidades com o Gotardo, a mais importante ligação rodoviária e ferroviária (nos Alpes) entre norte e sul da Europa.

Cidade pacata

A capital Zug é uma cidade tranqüila, charmosa, com suas fachadas antigas e as centenas de placas de empresas que afluíram e afluem à região. A cidade é banhada por um lago do mesmo nome. Nela, milionários podem circular tranqüilamente de carro, de bicicleta ou a pé, sem receio de violência.

O ataque do dia 27/9 assustou. Mas foi "relativizado" quando se soube que não passava de dramático desfecho de uma disputa banal. Disputa que resultou porém numa tragédia, com mortos e feridos.

swissinfo

×