Navigation

Hackers ameaçam empresas e hospitais suíços

O cibercrime é um fenômeno crescente na Suíça, como em outras partes do mundo. Keystone / A4796/_silas Stein

Um grupo, que invadiu o banco de dados de um vilarejo suíço e publicou informações confidenciais na "darknet", ameaça atacar outros governos locais, empresas e hospitais.

Este conteúdo foi publicado em 07. setembro 2021 - 11:29
swissinfo.ch/mga

O jornal suíço Le Temps noticiou na segunda-feira (06.09) que havia feito contato com os hackers auto-intitulados "Vice Society".

Em maio, o grupo obteve informações, incluindo contas de e-mail, senhas e logins,  de Rolle, um vilarejo ao sudoeste da Suíça. Milhares de arquivos foram postados na darknet, uma parte secreta da internet frequentemente utilizada por criminosos quando pedidos de resgate por dados roubados são rejeitados.

A Vice Society disse ao jornal que continuaria a atacar qualquer alvo que mostrasse vulnerabilidades. "Se tivermos acesso a outras cidades suíças, elas também serão atacadas. Não nos importa se é um negócio, um hospital, uma cidade", escreveram os hackers em sua mensgem.

Os hackers consideram que o problema é das autoridades de Rolle se as informações foram divulgadas na darknet. "Fazemos download de dados de todas as empresas que hackeamos. Se os dados ou a empresa forem interessantes, nós publicamos". As declarações foram enviadas à emissora pública suíça RTS.

O governo de Rolle apresentou abriu um processo criminal depois de ter solicitado a ajuda da polícia cantonal e das autoridades federais especializadas em crimes cibernéticos. A prefeitura do vilarejo afirmou que a rede foi checada após o ataque, assim como os dados vasados .

Como em outros países, o crime cibernético também cresce na Suíça. Empresas como a construtora de trens Stadler Rail, o fabricante de sistemas de defesa Ruag e o site de comparação de preços Comparis foram algumas das vítimas recentes.

Em conformidade com os padrões da JTI

Em conformidade com os padrões da JTI

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?