Navigation

Crise interna na agência Kuoni

Daniel Alffolder pode perder a presidência do conselho de administração da Kuoni swissinfo.ch

A direção da maior agência de turismo da Suíça exige a demissão do principal acionista e presidente do conselho de administração, Daniel Affolter. desleal. A direção também promete processá-lo na Justiça. Acusado de gestão desleal, ele diz que é vítima de um complô pelo controle da holding. A assembléia geral será em 15 de maio.

Este conteúdo foi publicado em 04. maio 2001 - 16:34

Daniel Affolter é acusado pela direção e por 5 dos 8 memmbros do conselho de administração de ter retirado 8,1 milhões de francos suíços para uso pessoal. A Kuoni Holding é a maior agência de turismo da Suíça e uma das grandes da Europa.

Affolter também preside a fundação Kuoni, principal acionista da agência com 6,25% do capital e 25% dos votos, o que lhe permite manter o controle do grupo. "O sr. Affolter concentrou em suas mãos um poder que vai ao encontro dos interesses da empresa", afirmou sexta-feira o vice-presidente do conselho de administração, Heinz Müller.

O problema surgiu com a descoberta de um prêmio de 12 milhões de francos suíços (US 7 milhões) atribuído a 4 membros do conselho da Fundação, 8,1 milhões ao próprio Affolter. Além disso, ele teria direito a uma indenização de 1 milhão de francos por ano, caso fosse destituido da presidência do conselho de administração.

O contrato de trabalho de Affolter com a agência Kuoni já foi resiliado mas sua destituição da presidência do conselho de administração só poderá ser decidida em assembléia geral marcada para o próximo dia 15.

Acusado de gestão desleal, a direção promete processá-lo na justiça penal. Affolter também deu queixa por roubo de documentos confidenciais da Fundação, na orígem das revelações. Ele alega ainda ser vítima de um complô para destitui-lo da holdind Kuoni.

No ano passado, a Kuoni teve um faturamento de 4,113 bilhões de francos (mais de US 2 bilhões) e lucro de 174,7 milhões de francos.

swissinfo com agências

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Em conformidade com os padrões da JTI

Em conformidade com os padrões da JTI

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?