Exportações recordes impulsionam vendas de chocolate suíço

O valor das exportações suíças de chocolate ultrapassou CHF1 bilhão (US$ 1,05 bilhão) pela primeira vez no ano passado, liderado pelo aumento da demanda do Canadá, Estados Unidos, China, Oriente Médio e Singapura.

Os consumidores suíços também parecem estar redescobrindo seu amor pelo chocolate © Keystone / Gaetan Bally

O consumo interno da iguaria também cresceu ligeiramente após a queda da demanda nos anos anteriores. As vendas para os fabricantes suíços de chocolate subiram 2,2% em 2019, atingindo quase CHF1,79 bilhão.

Quase três quartos das vendas foram alcançadas no exterior, uma proporção que aumentou ligeiramente de 72,5% em 2018 para 73,7% no ano passado. A União Europeia é o mercado mais dominante, mas o crescimento das exportações foi mais notório em outros países.

O consumo anual per capita na Suíça aumentou 0,8% a 10,4 quilos, contrariando uma tendência negativa recente. Os consumidores suíços também têm um gosto por chocolate estrangeiro, com as importações representando 41% de todas as vendas.

A Federação Suíça dos Produtores de Chocolate, Chocosuisse, reclamou, porém, que os custos de produção dos alimentos de luxo na Suíça são prejudicados por tarifas que favorecem os ingredientes nacionais, como o açúcar. Isso cria "custos adicionais desnecessários", disse a associação em um comunicado.

Chocosuisse também pediu a rápida ratificação de um acordo de livre comércio com os países do Mercosul para abrir o "acesso não discriminatório a mais de 260 milhões de consumidores".



Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo