Gigante relojoeira tem nova sede futurista

Keystone/Peter Klaunzer

A indústria de relógios suíça tem experimentado um boom desde o início dos anos 2000. Isso levou muitas empresas a investir pesadamente em suas infraestruturas. É o caso da Omega, a segunda maior marca de relógios do mundo, atrás apenas da Rolex.

Este conteúdo foi publicado em 02. novembro 2017 - 15:22
swissinfo.ch/fh

A nova fábrica da Omega inaugurada em Biel, no cantão de Berna, abriga todos os processos de montagem e teste da marca sob um mesmo teto. Em particular, um sistema de armazenamento totalmente automático foi instalado contendo mais de 30.000 caixas de componentes de relógio. Para reduzir o risco de incêndio, o oxigênio no ar do armazém foi reduzido.

O arquiteto do edifício de 70 metros de comprimento, 30 metros de largura e 30 metros de altura é o japonês Shigeru Ban, que já projetou vários edifícios na Suíça, incluindo a nova sede da Swatch Group, detentora da marca Omega.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo