Navegação

Menu Skip link

Subsites

Funcionalidade principal

Bancos suíços Políticos propõem obrigar bancos a abrir contas para suíços do estrangeiro

Auch Postfinance sollte für Auslandschweizer-Kunden zugänglich sein.

Os autores da proposta gostariam que as instituições financeiras do país, dentre elas a Postfinance, aceitem suíços do estrangeiro como correntistas.

(Keystone/Gaetan Bally)

Desde a crise financeira, bancos suíços tornaram difíceis as condições para correntistas que vivem no exterior e têm um passaporte suíços. Especialmente clientes residentes nos Estados Unidos passaram a ser visto com muita desconfiança. Um grupo de parlamentares suíços defendem agora facilitações para os suíços do estrangeiro interessados em ter uma conta no seu país de origem.

O projeto de lei foi apresentado em maio por Roland Rino Büchel, deputado-federal do Partido do Povo Suíço (direita conservadora), mas não foi aprovado. Ele teria obrigado os bancos helvéticos a aceitar os suíços do estrangeiro como clientes.

A recusa dessa moção foi como um chamado, declarou o parlamentar. "Faltaram apenas três votos e os maiores bancos suíços estariam obrigados a aceitar suíços do estrangeiro como clientes."

A derrota levou os representantes dos suíços do estrangeiro no Parlamento a se unir para colocar mais uma vez a questão no debate. Segundo Büchel, que também é membro da direção da Associação dos Suíços do Estrangeiro (ASO, na sigla em alemão), dois outros projetos de lei serão lançados, dessa vez com um amplo apoio político.

Pressão sobre governo federal

Filippo Lombardi, chefe da fração do Partido Democrata Cristão (CVP) e vice-presidente da ASO, quer apresentar ainda nessa sessão um projeto de lei que vai na mesma direção da proposta recusada de Büchel. Lombardi ressalta a importância de fazer mais uma tentativa para permitir os suíços do estrangeiro de terem uma conta na Suíça. "Precisamos que o governo federal tome providências e para obrigá-lo, queremos encontrar uma maioria no Parlamento."

O apoio à proposta também vem dos partidos de esquerda. Carlo Sommaruga, deputado-federal do Partido Socialista e um dos presidentes do grupo parlamentar dos suíços do estrangeiro, quer obrigar especialmente o Postfinance, o braço financeiro dos Correios Suíços, a aceitar suíços do estrangeiro como correntistas. Sua convicção: como o Postbank pertence majoritariamente ao Estado, ele deveria oferecer aos suíços do estrangeiro as mesmas condições dadas às pessoas que vivem no país. Sommaruga também quer convencer a Comissão de Assuntos Externos do Conselho Nacional (Câmara dos Deputados) e fazer uma proposta nesse sentido. As duas propostas poderão ser avaliadas já no outono nas duas câmaras.


Adaptação: Alexander Thoele

×