Navigation

Em construção o maior navio solar do mundo

Mobicat tem 180 m2 de captores solares Keystone

Começou a ser construído na Suíça o maior navio solar do mundo. Com capacidade para 200 passageiros, o catamarã terá 33 m de comprimento e navegará entre 3 lagos no oeste suíço. Batizado MobiCat, o barco deve estar montado dentro de seis meses.

Este conteúdo foi publicado em 10. janeiro 2001 - 12:06

O "Mobicat" estará pronto para viagens experimentais no verão europeu (junho-setembro) e entrará em serviço na Exposição Nacional de 2002, devendo circular nos lagos de Bienna, Morat/Murten e Neuchâtel, oeste do país.

Será um catamarã de 33 metros de comprimento por 11 de largura, com peso avaliado em 18 toneladas. Seu preço: 2 milhões de francos suíços - cerca de 1.2 milhão de dólares.

Trata-se do maior navio de passageiros até agora movido exclusivamente a energia solar. A exploração comercial do "Mobicat" será feita pela Sociedade de Navegação do lago de Bienne (BSG). O navio será inteiramente construído por uma grupo de pequenas empresas suíças.

Técnicamente, o navio terá 180 m2 de captores solares instalados no teto. Essa energia será transmitida a dois motores (um de cada lado do catamarã) que acionarão duas hélices especialmente projetadas para o navio. Com a energia estocada ele terá autonomia de 120 a 170 kms e vai navegar, em média, a 14 kms/hora.

O "Mobicat" abre a perspectiva da exploração comercial dos navios solares, afirma o diretor da Mont-Solei, empresa que projetou o navio, que será silencioso e ecológico.

Com o lançamento do "Mobicat", as empresas suíças do setor de energia solar pretendem conquistar novos mercados, inclusive no exterior.

swissinfo com agências

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Em conformidade com os padrões da JTI

Em conformidade com os padrões da JTI

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?