Navigation

Maioria das pessoas que voltam de países de risco evitam a quarentena

Quem volta à Suíça de um país "em risco" e não entra em quarentena voluntária corre o risco de receber uma multa de até CHF10.000 (US$10.600). © Keystone / Christian Beutler

Menos da metade de todas as pessoas que retornam à Suíça de países considerados de "alto risco" para possíveis infecções por coronavírus estão cumprindo as regras de quarentena.

Este conteúdo foi publicado em 20. julho 2020 - 08:45
swissinfo.ch/fh

Desde 6 de julho, qualquer pessoa que entre na Suíça vindo de um país ou área com alto risco de contágio deve passar dez dias em quarentena voluntária e comunicar sua chegada à autoridade cantonal pertinente no prazo de dois dias. A lista de 29 países pode ser encontrada aquiLink externo.

Entretanto, o jornal NZZ am Sonntag relatou no domingo que menos da metade das pessoas que retornaram estavam de fato cumprindo essa obrigação.

O jornal consultou 16 das 26 autoridades cantonais e revelou que, desde 6 de julho, cerca de 6.000 pessoas haviam voado para os aeroportos de Zurique, Genebra e Basileia vindas de países em risco. No entanto, apenas 2.300 haviam entrado voluntariamente em quarentena domiciliar.

O cantão de Zurique registrou 600 pessoas em quarentena, seguido por Vaud (290), Berna (220) e Basileia (170 casos). Cantões maiores como Argóvia, St Gallen e Ticino não puderam fornecer nenhuma estatística, disse o NZZ.

O total desses números não inclui as pessoas que entram no país de carro ou ônibus de países em risco.

O NZZ destacou que, por exemplo, a Swiss International Air Lines (SWISS) opera atualmente dez vôos por semana de Zurique para Estocolmo, Suécia, sete vôos semanais para Belgrado, Sérvia, e Nova York, Estados Unidos, quatro para Tel Aviv, Israel, e três para São Paulo, Brasil. Todos estes destinos e países fazem parte da lista "de risco" da Covid-19 das autoridades suíças.

Multa

As pessoas que não se submeterem à quarentena podem receber uma multa de até CHF10.000 ($10.600).

Em 17 de julho, um porta-voz do Ministério da Saúde disse que as autoridades suíças estavam começando a realizar controles aleatórios dos viajantes que retornavam de países de risco para garantir que estavam cumprindo as regras de quarentena.

O governo começou a solicitar listas de passageiros das companhias aéreas - cerca de 20-30 voos por semana - e também exigirá listas das empresas de ônibus a partir dessa semana. Cerca de um em cada dez novos casos de infecção vem de pessoas que retornam do exterior, disse o Ministério da Saúde.

Rudolf Hauri, presidente da associação de médicos cantonais, disse ao NZZ am Sonntag que não ficou surpreso com a reportagem e os números da quarentena. Mas ele insistiu que "amostras aleatórias sistemáticas" devem ser realizadas para monitorar o regime de quarentena.

Os viajantes que retornam à Suíça provenientes de países em risco são geralmente notificados das regras de quarentena da Suíça durante o voo, a bordo dos ônibus e nos postos de fronteira. Eles têm que se registrar junto às autoridades cantonais na chegada. As companhias aéreas e companhias de viagem também são instruídas a não transportar passageiros doentes.

O órgão de saúde pública planeja atualizar regularmente sua lista das regiões de risco. Informações completas sobre a entrada na Suíça e as regras de quarentena podem ser encontradas aquiLink externo.

Links para outras fontes sobre viagem e estadia na Suíça

Infelizmente, não podemos pesquisar e responder perguntas individuais. Por favor, verifique os seguintes sites oficiais para obter informações mais precisas e atualizadas.

Infoline para pessoas viajando para a Suíça: +41 58 464 44 88 (6h-23h)

A Secretaria de Estado para MigraçõesLink externo: informações atualizadas sobre a situação nas fronteiras suíças, com uma linha de ajuda para responder perguntas sobre a recusa de entrada na Suíça e as exceções. 
 
O Ministério das Relações ExterioresLink externo suíço: informações em inglês, francês, alemão e italiano sobre a situação das viagens ao exterior e os passos a serem seguidos pelos cidadãos suíços que viajam ao exterior  

O Ministério da SaúdeLink externo suíço: atualizações ao vivo da situação nacional, bem como recomendações, medidas de segurança pública e detalhes dos próximos anúncios.

Siga o SWI swissinfo.ch aqui, no FacebookLink externo, e no TwitterLink externo para atualizações oportunas sobre a situação na Suíça.

End of insertion
Partilhar este artigo