Navigation

Skiplink navigation

Maioria dos aposentados suíços satisfeitos com situação financeira

Os aposentados na Suíça têm, em geral, uma melhor situação financeira. Christof Schuerpf

Idosos com 65 anos ou mais podem ser mais pobres estatisticamente do que a população ativa. Porém 3/4 deles dão notas de oito em cada dez à própria situação material. Essa análise foi feita pelo Depto. Federal de Estatísticas. 

Este conteúdo foi publicado em 28. outubro 2020 - 15:00
Keystone-SDA/gw

Cerca da metade dos habitantes da Suíça em idade de aposentadoria tem ativos líquidos superiores a 100 mil francos (109 mil dólares), em comparação com 29% do grupo de 18 a 64 anos. 

A maioria dos aposentados (61%) declara ser capazes cobrir "facilmente" ou "muito facilmente" as despesas mensais. Das pessoas ativas, apenas 48% afirmam o mesmo. Mesmo se muitos dispõem apenas de uma aposentadoria modesta, muitos aposentados declaram ainda conseguir poupar.  

Do grupo de pessoas ativas, 54% afirmam estar satisfeitas com a própria situação financeira. O relatório do Depto. Federal de Estatísticas mostra também que essa faixa etária da população tem maior probabilidade de viver dificuldades financeiras: quase 30% têm menos 10 mil francos em poupança. Já 15% dos aposentados declaram possuir a mesma fortuna.

Os idosos que correm o maior risco de viver na pobreza são os que não tiveram a formação escolar obrigatória, os que vivem sós e os que dependem da ajuda complementar garantida pelo Estado. Mulheres correm mais risco de viver na pobreza do que homens. 

O órgão aponta que as pessoas idosas tendem a ter menos despesas do que os mais jovens, gastando menos com aluguel, transporte, alimentação, telecomunicações e vestuário.

A proporção de idosos entre a população suíça cresceu de forma constante nos últimos cinquenta anos, representando 18,7% dos habitantes em 2019, contra 11,5% em 1970. Esse desenvolvimento demográfico coloca em pressão o sistema previdenciário do país.

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch.

Partilhar este artigo