Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

#swisshistorypics Os primórdios da navegação turística na Suíça

Em 1834, dois empresários começaram a operar barcos a vapor no Lago de Zurique. Mal sabiam que, quase dois séculos depois, os passageiros continuariam a fazer fila para fazer passeios em barcos históricos em um dos cartões postais do país.

A ascensão do transporte de passageiros no lago ocorreu nos anos 1960, como mostram os arquivos do Instituto Federal de Tecnologia de Zurique, com o lançamento de três novas embarcações. O "Helvetia" lançado em 1964, era o principal barco no Lago de Zurique. Cinquenta anos depois ainda mantém seu status. Sua capacidade era de 1.500 passageiros. Hoje, devido a mudanças nas leis de segurança, caiu para mil.

Em 1968, a Companhia de Navegação do Lago de ZuriqueLink externo operava uma frota de 15 navios a motor e dois navios a vapor. Pessoas se reuniram para embarcar e fazer visitas rápida a aldeias vizinhas ou passar uma noite dançando no convés em grande estilo.

Crescimento e declínio

Embora a capacidade dos navios tenha diminuído, moradores e turistas ainda gostam de fazer passeios de barco nos lagos cristalinos do país. Em 2016, as tarifas foram reduzidas à medida que foram alinhadas com as taxas regulares dos transportes públicos.

Uma viagem de descoberta

Johann Jakob Lämmlin e Franz Carl Caspar encomendaram seu primeiro navio ao construtor de William Fairbairn em Manchester, Inglaterra, em 1834. O "Minerva", em homenagem à deusa romana, realizou uma difícil travessia do Canal da Mancha para a Europa continental, onde viajou pelo rio Reno até a Suíça. Foi desmontado em agosto, no cantão de Basel-cidade. De lá, as peças foram transportadas por uma carruagem puxada por cavalos para Zurique e remontadas ali.

Aqui termina o infobox

A Companhia de Navegação do Lago de ZuriqueLink externo existe sua forma atual desde 1957, quando foi rebatizada, deixando de se chamar Companhia de Barcos a Vapor de Zurique. Ela operava no lago desde 1890.

Em nossa série #swisshistorypicsLink externo, viajamos de volta no tempo com Annemarie Schwarzenbach através de sua fotografia em preto e branco e visitamos os quatro cantos do mundo.

Fotos: Arquivo do Escola Politécnica Federal de Zurique (ETH, Zurique)

Palavras-chave

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

Suas perguntas se transformam em nossas matérias

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.