Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Os mestres construtores de Glarus

Trabalho minucioso feito por especialistas, em Näfels.

(swissinfo.ch)

A beleza da Capela Sixtina é associada ao saber técnico de um fabricante suíço de órgãos.

A fábrica Mathis, em Näfels, no cantão de Glarus, fundada em 1960 por Manfred Mathis, é talvez o mais reputado entre os 30 fabricantes de órgãos que existem na Suíça.

Hoje, Hermann Mathis, filho do fundador, dirige uma empresa com 20 funcionários altamente especializados: desenhistas, construtores de tubos, mecânicos, marceneiros e eletricistas.

Cada um dos 300 órgãos fabricados até agora para igrejas, salas de concerto e conventos, na Suíça e no extrangeiro, tem caráter único. Mesmo se seu trabalho situa-se entre tradição e novas tecnologias, o fabricante suíço limita-se a um pequena equipe para dar a seu ofício a perfeição de um trabalho de arte, de um artesanato.

Madeiras

Construido de nogueira suíça e no estilo renascentista, o móvel do instrumento também é um exemplo das madeiras massiças, que devem secar de 4 a 12 anos, utilizadas na fabricação de órgãos. Outras materiais são o chumbo, o fero, o aço, estanho, latão e couro, de qualidades semelhantes.

As qualidades técnica e sonora de seus intrumentos tem dado à empresa suíça a reputação de ter sido escolhidos por intérpretes de renome para gravações em concerto ou em produções discográficas.

swissinfo/Jaime Ortega

×