Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

JERUSALÉM (Reuters) - Autoridades de Israel disseram nesta terça-feira terem prendido um palestino suspeito de estar envolvido no sequestro e assassinato de três adolescentes israelenses em junho.

Hussam Kawasme, morador de 40 anos da cidade de Hebron, na Cisjordânia, foi detido em 11 de julho em conexão com o assassinato de Gil-Ad Shaer, Naftali Fraenkel e Eyal Yifrah, que desapareceram em 12 de junho e foram encontrados mortos algumas semanas depois.

O sequestro deles desencadeou um ciclo de violência que levou ao conflito entre Israel e militantes palestinos na Faixa de Gaza, que já dura um mês.

A detenção de Kawasme foi divulgada pela primeira vez nesta terça-feira em um documento de um julgamento que analisa se casas que pertencem a ele e outros dois suspeitos desaparecidos deveriam ser destruídas como medida punitiva.

Os advogados apontados como representantes de Kawasme não foram encontrados para comentar.

O documento afirma que Kawasme admitiu ter ajudado a organizar o sequestro, obtendo financiamento do Hamas e adquirindo armas que passou para os outros dois suspeitos, que realizaram o ataque, além de ajudar a enterrar os corpos.

Israel disse que os outros homens se chamam Marwan Kawasme e Amar Abu Aysha.

(Por Ari Rabinovitch)

Reuters