Navigation

Lista de empregos "Swiss first" é ampliada para trabalhadores não qualificados

A partir de 2020, a maioria dos empregos não qualificados terá de ser anunciada primeiro nos centros regionais de desemprego, cujas bases de dados são acessíveis apenas aos residentes na Suíça.

Este conteúdo foi publicado em 12. dezembro 2019 - 09:30
As restrições a outras ocupações, como a dos relojoeiros, cessarão a partir de 2020 Keystone/ennio Leanza

Desde julho de 2018, certas profissões com uma taxa de desemprego nacional de pelo menos 8% estão sujeitas à medida para garantir que os trabalhadores residentes na Suíça tenham uma primeira chance de se candidatar a vagas. A partir de 2020, isso só se aplica a ocupações com uma taxa de desemprego nacional de pelo menos 5%. 

Assim, a partir de 2020, as profissões atualmente restritas, como cozinheiros qualificados, especialistas em catering, profissionais de marketing e relojoeiros, não serão mais afetadas pela obrigação de registro nos serviços de desemprego. Por outro lado, as vagas para todas as profissões não qualificadas, com exceção da ajuda doméstica e do pessoal de limpeza, estarão sujeitas à política "Swiss First".  

Iniciativa "Imigração em massa”

O movimento foi introduzido após a adoção da controversa iniciativa "Contra a imigração em massaLink externo" pelos eleitores suíços em 2014, que procurou limitar o número de trabalhadores da União Europeia que vinham para a Suíça.   

O resultado do plebiscito obrigou as autoridades do país a caminhar na linha extremamente tênue entre honrar a vontade da população e, ao mesmo tempo, preservar as relações bilaterais com a União Europeia, que poderiam ser ameaçadas se a Suíça promulgasse cotas de imigração.



Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.