Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Após o desastre de Gênova 1% das pontes suíças estão em condição crítica

Entulho da ponte caída de Gênova

A queda parcial da ponte Morandi em Gênova, Itália, no dia 14 de agosto, matou 43 pessoas. 

(Keystone)

O Departamento Federal de Rodovias (FEDRO) estima que cerca de 40 pontes na Suíça encontram-se em estado crítico.

No domingo, a FEDRO confirmou as informações obtidas pelo jornal SonntagsBlick de um relatório sobre o estado das rodovias feito pela agência. Jürg Röthlisberger, diretor do FEDRO, disse que o estado da rede rodoviária suíça é geralmente bom. A renovação de infraestruturas críticas, como pontes e túneis, tem sido bem gerida nos últimos anos.

"Se uma estrutura se mostrar em mau estado, ou seja, se os elementos de suporte de uma ponte estiverem danificados, nós imediatamente fecharemos a ponte e começaremos a trabalhar", disse ele.

No entanto, 16% das estruturas ainda não foram verificadas. Mas, de acordo com o FEDRO, elas não desempenham um papel essencial em termos de segurança. Assim, mesmo que um problema fosse identificado, não teria sérias consequências.

A grande maioria das pontes rodoviárias suíças foi construída nos anos 60 e 70. As renovações serão, assim, cada vez mais frequentes. No entanto, de acordo com Röthlisberger, a Suíça está em boa posição graças aos meios à sua disposição provenientes do fundo para a infraestrutura rodoviária.

De acordo com informações publicadas no jornal NZZ am Sonntag no domingo, mais da metade das 45.000 pontes rodoviárias da Suíça têm mais de 35 anos. Um especialista citado no artigo menciona que os custos de manutenção podem dobrar ou mesmo quadruplicar nos próximos 30 anos.



swissinfo.ch/ets, SDA-ATS/ac

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.