Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Tradições Procissões da Páscoa na Suíça concorrem a patrimônio cultural

A Suíça quer incluir uma prática religiosa na lista de patrimônio cultural imaterial da UNESCO. O Departamento Federal da Cultura submeteu no começo da semana as históricas procissões da Páscoa de Mendrisio, no cantão do Ticino, ao órgão da ONU.

Inhabitants walk through the town

A tradicional procissão da Sexta-Feira Santa com lanternas pelas ruas iluminadas por pinturas montadas em molduras

(Keystone)

As procissões de Mendrisio, que acontecem todos os anos na Quinta-feira Santa e na Sexta-Feira da Paixão, reúnem centenas de participantes reencenando a paixão de Cristo através da Via Sacra. Na sexta-feira santa, jovens e adultos caminham pela cidade velha ao som de música fúnebre em uma tradição que tem suas origens no século XVII. Durante as procissões, pinturas translúcidas iluminadas por dentro e montadas em quadros iluminam as ruas da cidade.

Os países podem apresentar apenas uma tradição para inclusão por ano, embora a Suíça também faça parte de uma outra indicação trinacional, junto com a França e a Itália, para o alpinismo. Outras tradições pré-selecionadas pelo governo suíço incluem design gráfico e tipografia, gestão de riscos de avalanche, a temporada de pastagens alpinas, know-how mecânico em relojoaria e o “yodel”, o canto alpino. Até hoje, a UNESCO incluiu o Festival dos Produtores de Vinho de Vevey, no cantão de Vaud, e o Carnaval da Basileia em sua lista de patrimônio cultural imaterial.

A decisão da UNESCO sobre as procissões da Páscoa de Mendrisio é esperada para novembro de 2019.

Procissão de Páscoa no Mendrisio "Minha vida mudou", confessa 'Jesus'

Uma mistura de sagrado e profano, religião e tradição: existem algumas diferenças da centenária procissão de Páscoa no Mendrisio de outras ...


swissinfo.ch/fh

Palavras-chave

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Siga-nos no Instagram

Siga-nos no Instagram

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.