Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

John Ridley segura estatueta por melhor roteiro adaptado pelo filme "12 anos de escravidão", em 2 de março de 2014

(afp_tickers)

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood está processando a família de um ganhador de Oscar por ter leiloado a estatua, descumprindo o contrato assinado com a instituição.

A Academia assegura que a família do diretor de arte Joseph Wright, que levou o Oscar por "Minha namorada favorita" (1942), leiloou o troféu por 79.200 dólares no mês passado.

Segundo o contrato que todos os ganhadores de Oscar assinam com a Academia, a prestigiosa instituição tem a primeira opção de compra de qualquer estatueta a um preço estipulado de 10 dólares.

"A Academia nunca quis que o Oscar fosse tratado como um artigo negociável", assinala o texto do processo, segndo a revista The Hollywood Reporter.

A Academia afirma que a família de Wright, que morreu em 1985, fez um acordo com o leiloeiro Briarbrook para realizar o leilão, ocorrido em 24 de junho.

O leiloeiro ainda não reagiu à notícia do processo.

Não é a primeira vez que a Academia abre um processo contra a venda de sua estatueta.

Em fevereiro de 2012, tentou - mas não conseguiu - bloquear o leilão de 15 troféus por 3 milhões de dólares.

Entre eles, estava o Oscar de melhor roteiro para Herman Mankiewicz por "Cidadão Kane" 1941).

AFP