Navigation

Ao menos 2.505 mexicanos morreram nos EUA por covid-19, diz governo

O chanceler do México, Marcelo Ebrard, informou o falecimento de 2.505 mexicanos nos Estados Unidos por covid-19 afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 29. setembro 2020 - 16:23
(AFP)

Ao menos 2.505 mexicanos morreram de covid-19 nos Estados Unidos, quase 500 desde agosto passado, informou nesta terça-feira o chanceler Marcelo Ebrard.

"Infelizmente morreram (...) fora do México nesta pandemia 2.521 (mexicanos), nos Estados Estados Unidos são 2.505", disse o secretário das Relações Exteriores em coletiva de imprensa.

Em meados de agosto, a chancelaria relatou que o número de mexicanos mortos no território americano era de 2.045.

Nos Estados Unidos vivem pouco mais de 12 milhões de pessoas nascidas no México e cerca de 26 milhões são de segunda ou terceira geração, ou seja, com um ou ambos os pais ou avós nascidos em território mexicano.

Em 14 de agosto, o governo mexicano repatriou 18 de seus cidadãos que morreram nesse país por causa da pandemia do coronavírus.

Os restos de outras 245 pessoas também falecidas pelo mesmo motivo foram transfediros de Nova York para o país em meados de julho.

No México, com 128,8 milhões de habitantes, 733.717 contraíram o vírus e 76.603 morreram desde que a epidemia surgiu por lá no final de fevereiro.

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.