Navigation

Argentina cruza a barreira de 25 mil mortes por covid-19

Vista aérea das novas sepulturas adicionadas ao cemitério Flores para lidar com a demanda durante a pandemia de coronavírus, em Buenos Aires, em 11 de agosto de 2020 afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 16. outubro 2020 - 01:01
(AFP)

O número oficial de mortes na Argentina por covid-19 subiu para 25.342 nas últimas 24 horas, com um total de 949.050 infecções, informou o Ministério da Saúde nesta quinta-feira (15).

Foram registradas na última contagem 421 novas mortes e 17.096 contágios por coronavírus, em um país de 44 milhões de habitantes.

Inúmeras atividades sociais, administrativas, gastronômicas, comerciais e industriais foram restabelecidas no país, exceto grandes eventos públicos e outros que envolvam encontros de pessoas em locais fechados.

A Argentina é o quinto país do mundo em número de casos e o décimo segundo em número de mortes, de acordo com estatísticas da AFP.

Não há nenhuma cidade ou município argentino que mantenha a quarentena ou o confinamento dos primeiros meses da pandemia, embora seja proibido se deslocar sem máscara em todo o território. Além disso, o transporte público é limitado a trabalhadores essenciais.

As principais fontes de contágio estão agora localizadas nas províncias, com 65% dos casos.

A região mais populosa, a Área Metropolitana de Buenos Aires (AMBA), com uma população de 14 milhões, agora concentra 35% dos resultados positivos, enquanto no início da pandemia esse percentual chegava a 95%.

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.