Navigation

Balanço do novo coronavírus até as 19h GMT

Enfermeira aguarda paciente em unidade móvel de testes de COVID-19 em Compton, Califórnia afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 03. maio 2020 - 19:44
(AFP)

O novo coronavírus deixou pelo menos 245.576 mortos em todo o mundo desde que surgiu, em dezembro, de acordo com um balanço feito pela AFP, com base em fontes oficiais, até as 19h GMT deste domingo.

Desde o início da epidemia, mais de 3.479.220 casos de contágio foram registrados em 195 países ou territórios. O número de casos positivos diagnosticados, no entanto, reflete apenas parte do número total de infecções, devido às diferentes políticas dos países para diagnosticar os casos. Autoridades acreditam que 1.063.600 pessoas tenham se curado da doença.

Em 24 horas, houve 3.893 novas mortes e 80.626 contágios em todo o mundo. Os países que registraram mais mortes foram Estados Unidos, com 1.510 novas mortes, Brasil (421) e Reino Unido (315).

O número de mortos nos Estados Unidos, que registrou sua primeira morte ligada ao vírus no início de fevereiro, é de 67.155. O país registrou 1.148.004 infecções.

Depois dos Estados Unidos, os países mais afetados são a Itália, com 28.884 mortes e 210.717 casos; o Reino Unido, com 28.446 mortes (186.599 casos); e a Espanha, com 25.264 mortes (217.466 casos).

Entre os países mais atingidos, a Bélgica tem a maior taxa de mortalidade, com 68 mortes por 100.000 habitantes, seguida por Espanha (54), Itália (48) e Reino Unido (42).

A China continental (sem contar Hong Kong e Macau) registra um total de 82.877 pessoas infectadas, das quais 4.633 morreram e 77.713 ficaram completamente curadas. Nas últimas 24 horas, foram registrados 2 novos casos e nenhum óbito.

Este balanço foi feito usando dados das autoridades nacionais compilados pelos escritórios da AFP, e com informações da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.