Navigation

Bolsonaro anuncia que viajará à China no segundo semestre do ano

O presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, participa de um ato de comemoração dos 211 anos dos Naval Fuzileiros de seu país, no dia 7 de março de 2019 no Rio de Janeiro. afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 08. março 2019 - 18:57
(AFP)

O presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta sexta-feira que viajará à China no segundo semestre e se mostrou mais aberto ao diálogo com o país asiático, que, no passado, acusou de querer "comprar o Brasil".

"Confirmei com o embaixador que viajarei à China este ano", declarou Bolsonaro aos jornalistas após um encontro com o representante diplomático da China no Brasil, Yang Wanming.

O embaixador da China também confirmou que o presidente Xi Jinping visitará o Brasil este ano para a cúpula dos Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), cuja data ainda não foi fixada.

"Queremos nos aproximar do mundo inteiro, desenvolver nosso comércio, abrir nossas fronteiras", afirmou Bolsonaro.

A China é o primeiro sócio comercial do Brasil e representou 27,8% de suas exportações em 2018.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.