Navigation

Bolsonaro cumprimentará 'na hora certa' a 'quem for eleito' nos EUA, diz Mourão

O vice-presidente Hamilton Mourão fala à imprensa em Brasília, 3 de novembro de 2020 afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 09. novembro 2020 - 19:32
(AFP)

O presidente Jair Bolsonaro, um firme aliado de Donald Trump, cumprimentará "na hora certa" a "quem for eleito" presidente dos Estados Unidos, declarou nesta segunda-feira (9) o vice-presidente Hamilton Mourão, sem mencionar o democrata Joe Biden.

"Eu julgo que o presidente [Bolsonaro] está aguardando terminar esse imbróglio aí, de discussão, se tem voto falso, se não tem voto falso, para dar o posicionamento dele. Eu acho que... É óbvio que o presidente na hora certa vai transmitir os cumprimentos do Brasil a quem for eleito", declarou o vice-presidente em Brasília.

Bolsonaro está entre os poucos chefes de Estado do mundo que não cumprimentaram Biden por sua vitória, anunciada no sábado. Outros países, como China, Rússia e México, também se abstiveram de se manifestar.

Trump se nega a reconhecer a vitória do rival, denuncia sem provas que houve fraude a favor do democrata e promete recorrer à Justiça por isso.

"Acho que esta semana se definem as questões que estão pendentes e aí a coisa volta ao normal e a gente se prepara para o novo relacionamento que tem que ser estabelecido", acrescentou Mourão.

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.