Navigation

Califórnia impõe toque de recolher após aumento dos casos de coronavírus

Prateleiras vazias na Califórnia, onde foi anunciado um toque de recolher afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 20. novembro 2020 - 00:55
(AFP)

A Califórnia impôs nesta quinta-feira um toque de recolher em grande parte do seu território, para conter o rápido aumento dos casos de Covid-19, anunciou o governador do estado americano, Gavin Newsom.

A obrigação de permanecer em casa será das 22h às 5h e entrará em vigor no próximo sábado, até 21 de dezembro. "O vírus se propaga a um ritmo que não havíamos observado desde o começo da pandemia. Os próximos dias e semanas serão críticos para conter o aumento. Estamos ativando o alarme", declarou Newson. "É fundamental agirmos para diminuir a transmissão e adiar as internações, antes que o número de mortos volte a aumentar. Já o fizemos antes e temos que fazê-lo novamente."

A ordem será emitida nos condados que se encontrarem no nível mais restritivo, o que se aplica a 94% da população do estado, incluindo Los Angeles e San Diego. San Francisco não será afetada.

Segundo autoridades, os casos de Covid-19 aumentaram 50% na Califórnia na primeira semana de novembro, despertando o temor de que os hospitais das áreas mais atingidas entrem em colapso. O anúncio de Newsom é feito no momento em que cada vez mais estados americanos começam a retroceder em suas reaberturas.

Os Estados Unidos já registraram mais de 11,6 milhões de casos do novo coronavírus, segundo um balanço da Universidade Johns Hopkins. Os Centros para o Controle e Prevenção de Enfermidades dos Estados Unidos pediram à população que não viaje durante o feriado de Ação de Graças, na próxima semana.

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.