Navigation

Centenas de hondurenhos entram no México cruzando rio fronteiriço

Migrantes enfrentam policiais mexicanos depois de nadar através do rio Suchiate de Ciudad Tecun Uman, na Guatemala, até Ciudad Hidalgo, no México afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 29. outubro 2018 - 20:55
(AFP)

Centenas de migrantes hondurenhos se atiraram nesta segunda-feira (29) no caudaloso rio fronteiriço entre Guatemala e México para entrar em território mexicano, diante a blindagem da fronteira terrestre, e poder assim seguir a pé sua travessia rumo aos Estados Unidos, constatou a AFP.

Diante da negativa das autoridades mexicanas de abrir sua fronteira terrestre, crianças, mulheres, homens e idosos hondurenhos se atiraram em grupo nas águas do rio Suchiate.

Usando balsas artesanais feitas com câmaras de gás, a nado ou fazendo correntes humanas para evitar serem arrastados pela correnteza, os hondurenhos chegaram ao território mexicano, onde as autoridades federais lhes permitiram acesso, observou uma equipe da AFP.

A travessia foi acompanhada por embarcações da Marinha mexicana, enquanto um helicóptero do país sobrevoava os migrantes.

As autoridades mexicanas blindaram sua fronteira com a Guatemala para conter a passagem de milhares de hondurenhos depois de um enfrentamento no domingo, que deixou um migrante morto atingido por um projétil de borracha, mas o bloqueio não foi eficaz.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.