Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

As autoridades iranianas advertem todos os anos a população para que respeite rigorosamente o Ramadã, durante o qual é proibido comer e beber em público.

(afp_tickers)

Cinco pessoas receberam chibatadas na cidade iraniana de Kermanshah (oeste) como punição por terem comido em público durante o Ramadã, indicou a agência oficial Irna.

"Há alguns dias, cinco pessoas que se negaram a ouvir as advertências dos agentes (da polícia) comendo em público intencionalmente e violando a lei receberam chibatadas em público", declarou Ali Mozafari, chefe da justiça da província de Kermanshah, citado pela Irna.

As autoridades iranianas advertem todos os anos a população para que respeite rigorosamente o Ramadã, durante o qual é proibido comer e beber em público.

Mas apesar destas advertências, cada vez é mais frequente ver pessoas comendo, bebendo ou fumando, especialmente neste ano, com dias muito longos e quentes.

Segundo a tradição, foi neste mês sagrado que o Alcorão foi revelado ao profeta Maomé. Durante este período os muçulmanos não devem beber, comer, fumar ou ter relações sexuais entre o nascer e o pôr-do-sol.

O Ramadã forma parte dos cinco pilares da religião muçulmana, junto à profissão da fé, a oração, a esmola, o jejum e a peregrinação a Meca.

AFP