Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Fumaça é vista após ataque israelense em Gaza, em 21 de julho de 2014

(afp_tickers)

Os Emirados Árabes Unidos, rico país do Golfo, anunciaram nesta segunda-feira uma ajuda de cerca de 41 milhões de dólares para a reconstrução de casas destruídas pela ofensiva militar israelense na Faixa de Gaza.

Esta ajuda de 150 milhões de dirhams faz parte de um acordo entre o Crescente Vermelho dos Emirados Árabes Unidos (CVE) e a Agência das Nações Unidas para os Refugiados Palestinos (UNRWA), segundo um comunicado do CVE.

Esta iniciativa centra-se na "reconstrução de casas danificadas e na reabilitação de hospitais, escolas e estabelecimentos de serviços", indicou o presidente do CVE, o xeque Hamdan Bin Zayed Al-Nahyan, citado no comunicado.

Os Emirados Árabes Unidos já haviam anunciado uma ajuda de 52 milhões de dólares para os palestinos da Faixa de Gaza nos primeiros dias da ofensiva israelense.

Centenas de casas foram destruídas ou gravemente danificadas desde o início da ofensiva israelense contra Gaza, lançada em 8 de julho. Mais de 570 palestinos, a maioria civis, foram mortos no conflito, e 27 israelenses, incluindo 25 soldados.

AFP