Navigation

Ex-negociador mexicano do T-MEC anuncia sua saída do governo de López Obrador

(Arquivo) Jesus Seade em coletiva de imprensa em Genebra afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 11. novembro 2020 - 18:50
(AFP)

Jesús Seade, o especialista designado por Andrés Manuel López Obrador para representá-lo na complexa renegociação do acordo comercial entre México, Estados Unidos e Canadá, anunciou nesta quarta-feira (11) sua saída do governo para dedicar-se a atividades privadas.

Seade, que também representou o México na criação da Organização Mundial do Comércio (OMC) nos anos 1990, foi convocado quando López Obrador ainda era candidato à presidência e juntou-se à última etapa da negociação do T-MEC após sua vitória eleitoral em julho de 2018.

"Com sua permissão, senhor presidente (...), me retiro por agora para servir meu país de outras maneiras", disse o negociador veterano após receber uma condecoração pelo seu trabalho. "Minha família me chama", acrescentou.

O T-MEC substitui o Tratado de Livre Comércio da América do Norte (Tlcan), em vigor desde 1994, mas que foi duramente criticado pelo presidente americano Donald Trump, que pressionou seus parceiros para renegociá-lo.

O acordo, uma promessa eleitoral de Trump, foi negociado pelos três sócios em 2017, assinado em 30 de novembro de 2018 e entrou em vigor em 1° de julho passado.

Seade, de 74 anos, destacou que negociar o tratado "foi uma dos maiores honras" de sua vida profissional ao afirmar que foi uma negociação de grande sucesso para o México e região.

O funcionário foi indicado em junho pelo governo mexicano como candidato para presidir a Organização Mundial do Comércio (OMC), mas não conseguiu obter a posição.

Seade anunciou que residirá junto com sua família em Hong Kong.

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.