Navigation

Fortaleza da época do rei Davi é descoberta nas colinas de Golã em Israel

Arqueólogos da Autoridade de Antiguidades de Israel (IAA) trabalham em um complexo fortificado da época do Rei Davi, que foi exposto pela primeira vez em escavações arqueológicas realizadas pela IAA no assentamento Hispin nas Colinas de Golã anexadas por Israel em 11 de novembro de 2020. arqueólogos revelaram na quarta-feira uma estrutura fortificada nas Colinas de Golã ocupadas por israelenses na época do rei Davi, que esclarece as fronteiras e o tamanho de um antigo reino. afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 11. novembro 2020 - 17:10
(AFP)

Arqueólogos israelenses apresentaram nesta quarta-feira parte de uma fortaleza de 3 mil anos de idade, descoberta nas colinas de Golã, e que supostamente foi erguida por aliados do rei Davi.

Esta fortaleza de basalto foi exumada próximo a um assentamento judeu de Hispin, no marco das escavações realizadas antes da contrução de um novo bairro residencial.

Segundo Barak Tzin, que comandou as escavações em nome da autoridade israelense de antiguidades, esta estrutura se estende sobre cerca de 1.000 m2.

No sítio, os arqueólogos também encontraram uma pedra em que estavam gravados personagens com chifres esticando seus braços, e a estátua de uma mulher batucando no que parece ser um tambor.

Essa descoberta se assemelha a artefatos encontrados em outro sítio, o de Betsaida, "vinculado a capital do reino de Geshur", estabelecido perto do lago de Tiberíades contemporâneo a era do rei Davi, personagem bíblico considerado um dos fundadores do antigo reino israelense.

Se trata da "primeira" fortaleza deste período descoberta nas colinas de Golã e de uma "nova peça em um quebra-cabeças" que permite decifrar as relações entre o reino de Davi e seus aliados locais de Geshur, segundo os especialistas.

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.