Navigation

Guatemala ultrapassa os 2.000 mortos por coronavírus

Trabalhadores com equipamento de proteção se preparam para desinfetar um veículo do lado de fora de uma igreja durante a celebração do Dia de São Cristóvão, na Cidade da Guatemala afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 03. agosto 2020 - 17:49
(AFP)

A Guatemala ultrapassou, nesta segunda-feira (3), os 2.000 mortos por COVID-19 e acumula mais de 51.500 casos, em um momento em que o país centro-americano leva uma semana de reabertura gradual das atividades econômicas restritas desde março, informou o governo.

O Ministério da Saúde registrou hoje em seu balanço diário 18 mortes, o que leva ao total de 2.013 óbitos. Os novos casos foram 236, somando um total de 51.542. Além disso, 39.346 pessoas se recuperaram, segundo os dados oficiais.

Apesar de o número de casos e de mortos não diminuir, o presidente Alejandro Giammattei anunciou em 26 de julho a reabertura gradual das atividades econômicas, restritas há mais de quatro meses.

A Guatemala mantém um toque de recolher parcial desde 22 de março como estratégia para controlar a propagação da COVID-19.

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.