Navigation

Homem que seria primeira negro africano no espaço morre em acidente de moto

Mandla Maseko, apelidado o "afronauta", havia ganhado o concurso e teria se tornado o primeiro negro africano no espaço afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 07. julho 2019 - 18:35
(AFP)

O sul-africano que se tornaria o primeiro negro africano no espaço morreu em um acidente de moto, anunciou sua família neste domingo.

Mandla Maseko, que trabalhava meio período como disc-jockey, morreu aos 30 anos no sábado à noite, segundo uma declaração da família citada pela imprensa local.

Apelidado de "o afronauta", ganhou em 2013 o direito de efetuar um voo de 103 quilômetros no espaço, à bordo da nave espacial americano Lynx Mark, ao se tornar um ganhador do AXE Apollo Space Academy.

Ele derrotou 1 milhão de candidatos de 75 países e foi selecionado junto com outras 22 pessoas para fazer uma viagem de uma hora ao espaço. Apesar de ter feito um árduo estágio de uma semana na Kennedy Space Academy, na Flórida, Maseko deveria ter ido ao espaço em 2015, mas a viagem nunca se concretizou.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.