Navigation

Israel acusará três judeus por assassinato de adolescente palestino

(7 jul) Manifestante exibe uma imagem do adolescente morto, na cidade árabe-israelense de Acre afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 14. julho 2014 - 17:58
(AFP)

Israel acusará três judeus extremistas pelo assassinato de um adolescente palestino queimado vivo, indicaram nesta segunda-feira funcionários, enquanto surgem informações de que o alvo inicial seria um menino de 8 anos.

Segundo um comunicado divulgado ao tribunal de magistrados de Petah Tikvah, perto de Tel Aviv, um homem de 29 anos e dois menores de 17 serão acusados pelo assassinato, sequestro com intenção de assassinato e tentativa de assassinato, motivados por posições racistas e nacionalistas, disse a polícia.

O jovem palestino Mohammed Abu Khder, de 16 anos, foi sequestrado no leste de Jerusalém no dia 2 de julho e queimado até a morte por extremistas judeus em uma suposta vingança pelo sequestro e assassinato de três judeus.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?