Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(7 jul) Manifestante exibe uma imagem do adolescente morto, na cidade árabe-israelense de Acre

(afp_tickers)

Israel acusará três judeus extremistas pelo assassinato de um adolescente palestino queimado vivo, indicaram nesta segunda-feira funcionários, enquanto surgem informações de que o alvo inicial seria um menino de 8 anos.

Segundo um comunicado divulgado ao tribunal de magistrados de Petah Tikvah, perto de Tel Aviv, um homem de 29 anos e dois menores de 17 serão acusados pelo assassinato, sequestro com intenção de assassinato e tentativa de assassinato, motivados por posições racistas e nacionalistas, disse a polícia.

O jovem palestino Mohammed Abu Khder, de 16 anos, foi sequestrado no leste de Jerusalém no dia 2 de julho e queimado até a morte por extremistas judeus em uma suposta vingança pelo sequestro e assassinato de três judeus.

AFP