Navigation

Novo ajuste do Twitter restringe acesso a 143.000 aplicativos

Twitter eliminou mais de 143.000 aplicativos em novo ajuste contra atividade maliciosa de contas automáticas ou "bots" afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 24. julho 2018 - 23:14
(AFP)

O Twitter informou nesta terça-feira (24) que desde abril eliminou mais de 143.000 aplicativos em um novo ajuste para combater a atividade "maliciosa" de contas automáticas.

A companhia com sede em San Francisco afirmou que está limitando o acesso a suas interfaces de programação de aplicações (APIs) que permitem aos desenvolvedores publicar no Twitter de forma automática.

"Estamos comprometidos a oferecer acesso à nossa plataforma a desenvolvedores cujos produtos e serviços façam do Twitter um lugar melhor", disse Rob Johnson, diretor de manejo de produtos do Twitter.

Johnson não deu detalhes sobre os aplicativos eliminados, mas o Twitter tem sido pressionado neste tema das contas automáticas ou "bots" que difundem notícias falsas ou dão exposição exagerada a uma pessoa ou causa política.

A partir desta terça-feira, qualquer desenvolvedor que tente criar um aplicativo para o Twitter terá que seguir um novo processo no qual deverá oferecer detalhes de como utilizará esse serviço.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.