Navigation

Peru receberá em fevereiro primeiro milhão de vacinas chinesas contra Covid-19

O governo peruano anunciou nesta sexta-feira que no próximo dia 9 de fevereiro chegará a Lima o primeiro lote de 1 milhão de vacinas contra a Covid-19 da farmacêutica chinesa Sinopharm afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 30. janeiro 2021 - 02:07
(AFP)

O governo peruano anunciou nesta sexta-feira que no próximo dia 9 de fevereiro chegará a Lima o primeiro lote de 1 milhão de vacinas contra a Covid-19 da farmacêutica chinesa Sinopharm, que servirá para imunizar com duas doses 500 mil profissionais de saúde.

"Imediatamente após elas serem recebidas, terá início a vacinação em Lima, e as mesmas serão enviadas simultaneamente aos estabelecimentos de saúde nos departamentos (do interior) para a imunização do pessoal da linha de frente", assinalou em entrevista coletiva a chefe de Gabinete, Violeta Bermúdez. O governo peruano informou que negocia também com os laboratórios Astrazeneca, Moderna, Pfizer, Johnson & Johnsonn e Sinovac, o que, no total, significaria 44 milhões de doses.

O primeiro milhão de vacinas Sinopharm faz parte de uma compra de 38 milhões de doses que Lima anunciou no último dia 6. O restante deverá chegar antes do segundo semestre. O governo também comprou da britânica AstraZeneca 14 milhões de doses, que devem chegar depois de setembro. Esse total de 52 milhões de doses permitirá vacinar 26 milhões de pessoas, em uma população de 33 milhões de habitantes.

O Peru somava até ontem mais de 1,1 milhão de casos de Covid-19 e 40.484 mortos pela doença.

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?