Navigation

Portugal cogita transferir doentes para outros países da UE

Marcelo Rebelo de Sousa, reeleito presidente de Portugal, em 24 de janeiro de 2021 afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 26. janeiro 2021 - 22:33
(AFP)

Portugal cogita pedir ajuda a outros países da União Europeia para enfrentar o aumento das hospitalizações no país, que registrou um novo recorde nesta terça-feira (26), informou o Ministério da Saúde.

“Todas as hipóteses são levantadas para continuar a garantir cuidados de saúde aos portugueses”, acrescentou.

A possibilidade de recorrer aos "mecanismos de cooperação da União Europeia em função da evolução da situação está sendo contemplada", disse à AFP uma porta-voz do Ministério da Saúde português.

“De acordo com os dados que tenho, não há motivos para nos alarmarmos agora com a possibilidade de fazer um pedido de ajuda internacional”, comentou nesta terça-feira o presidente Marcelo Rebelo de Sousa.

Portugal é o país do mundo que registrou nas últimas duas semanas o maior número de infecções e mortes por covid-19 em relação à sua população, superado apenas pelo enclave britânico de Gibraltar, segundo dados recolhidos pela AFP.

Os 10 milhões de portugueses vivem atualmente um segundo confinamento geral desde 15 de janeiro para tentar controlar a explosão de casos de coronavírus.

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?