Navigation

Projeto de resolução é apresentado na OEA para investigar direitos humanos na Venezuela

(Arquivo) O presidente da Venezuela, Nicolas Maduro afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 17. julho 2019 - 22:44
(AFP)

Um grupo de oito países liderados pelo Paraguai apresentou nesta quarta-feira ao Conselho Permanente da OEA um projeto de resolução para condenar as violações dos direitos humanos na Venezuela, exigir uma investigação e pedir o acesso da Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) àquele país.

O projeto de resolução foi apresentado ao Conselho Permanente da Organização dos Estados Americanos (OEA) para ser analisado pelos 34 membros e busca "condenar, firmemente, as graves e sistemáticas" violações dos direitos humanos na Venezuela.

O rascunho também menciona "exigir o acesso imediato, completo e sem obstáculos" à Venezuela pela CIDH, ente independente da OEA, que não entra no país desde 2002.

O texto apresentado por Paraguai - apoiado por Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Estados Unidos e Peru - também pede "a realização de uma investigação independente, exaustiva e concreta que permita levar a justiça aos autores materiais e intelectuais das violações de direitos humanos".

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.