Navigation

Samsung anuncia patch para corrigir falha de segurança no último Galaxy S10

A Samsung havia anunciado seu celular S10 como o mais revolucionário em termos de identificação digital, com um novo sistema de pulsações ultrassônicas para detectar a digital em três dimensões afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 17. outubro 2019 - 18:01
(AFP)

A sul-coreana Samsung anunciou nesta quinta-feira que disponibilizará em breve um "patch" informático para corrigir uma falha de segurança no acesso por impressão digital em seu modelo de luxo Galaxy S10, que permite a qualquer pessoa o acesso ao celular.

Um proprietário de um Galaxy S10 contou ao jornal sensacionalista britânico The Sun no começo da semana que seu celular podia ser desbloqueado simplesmente colocando uma película protetora de tela acima do leitor de digitais, podendo ser utilizado por qualquer outra pessoa.

Uma porta-voz da Samsung explicou que a companhia enviará em breve a seus usuários o "patch" para sanar o erro, embora a fabricante não tenha explicado a origem do problema.

"Estamos investigando o assunto e logo ofereceremos o patch" informou a porta-voz à AFP.

A Samsung havia anunciado seu celular S10 como o mais revolucionário em termos de identificação digital, com um novo sistema de pulsações ultrassônicas para detectar a digital em três dimensões.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.