Navigation

Sede da Nasa em Washington receberá nome de engenheira afro-americana

Mary Jackson (à direita, na primeira fila), em foto com nada não divulgada pela Nasa afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 25. junho 2020 - 01:34
(AFP)

A Nasa vai mudar o nome de sua sede em Washington, que passará a prestar homenagem à primeira engenheira afro-americana, Mary Jackson, anunciou nesta quarta-feira (24) o administrador da agência espacial dos Estados Unidos.

"Mary W. Jackson fez parte de um grupo de mulheres muito importantes, que ajudaram a Nasa a enviar com sucesso astronautas americanos ao espaço", disse Jim Bridenstine em um comunicado.

Jackson iniciou a carreira em 1951 no organismo que antecedeu a agência espacial americana e em 1958 se tornou a primeira engenheira aeronáutica negra da Nasa. Autora de vários estudos, sobretudo acerca de voos supersônicos, ela faleceu em 2005.

Bridenstine se comprometeu a seguir destacando os esforços das mulheres afro-americanas e todas as pessoas "que permitiram à Nasa escrever uma história de explorações exitosas".

Diante das pressões das ruas e das redes sociais, em um contexto de manifestações históricas, empresas e instituições têm feito uma reflexão sobre o local concedido à população negra na sociedade e sobre o racismo que a discrimina e que perpetua a desigualdade.

No ano passado, a Nasa mudou o nome da rua que leva à sua sede, que passou a se chamar "Hidden Figures Way" (Caminho das figuras ocultas) em homenagem a três matemáticas negras (Mary Jackson, Katherine Johnson, Dorothy Vaughan) cujo trabalho, contado no filme "Estrelas além do tempo", foi chave na conquista espacial americana.

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.