Navigation

Venezuela vai incorporar medicina tradicional chinesa no tratamento da covid-19

Pessoas com máscaras percorrem uma rua no centro de San Cristobal, Venezuela, em 1º de setembro de 2020, em meio à pandemia de coronavírus. afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 08. setembro 2020 - 23:40
(AFP)

O governo venezuelano anunciou nesta terça-feira(08) que vai incorporar a "medicina tradicional chinesa" ao tratamento contra a covid-19, após a chegada do sétimo voo humanitário da China ao país durante a pandemia.

"Estamos recebendo uma importante doação de medicina tradicional chinesa que tem sido usada de forma muito eficaz neste país irmão para combater a covid-19", disse a vice-presidente venezuelana Delcy Rodríguez, acompanhada pelo embaixador Li Baorong.

Sem dar maiores detalhes, ela indicou que esta medicina será incorporada aos "protocolos de tratamento" aplicados no país caribenho.

A carga, que também inclui medicamentos utilizados no tratamento aplicado na Venezuela, chegou em um avião da companhia aérea estatal Conviasa, sancionada pelos Estados Unidos.

Com esse carregamento, somam mais de 700 toneladas de ajuda humanitária da China, um dos principais aliados do governo socialista, junto com Rússia, Turquia, Irã e Cuba.

“Conhecemos a sabedoria milenar chinesa”, disse Rodríguez durante a recepção do “voo humanitário” no aeroporto internacional de Maiquetía, que atende Caracas.

Também chegaram testes de triagem e equipamentos de ventilação para hospitais públicos, disse ela.

Desde meados de março, o governo do presidente Nicolás Maduro confirmou 54.350 infecções e 436 mortes pelo novo coronavírus neste país de 30 milhões de habitantes.

Os números são questionados pela oposição e ONGs que afirmam que escondem uma realidade mais grave.

A pandemia afeta a Venezuela a caminho de seu sétimo ano consecutivo de recessão, com um sistema de saúde precário e escassez de medicamentos.

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.