Diretor deixa o Festival de Locarno pelo de Berlim

Chatrian ainda comanda seu sexto Festival de Cinema de Locarno em agosto antes de se mudar para Berlim. Keystone

O Festival de Cinema de Locarno, no sul da Suíça, já está em busca de um novo diretor artístico, já que o titular, Carlo Chatrian, foi indicado para co-liderar o prestigiado Festival Internacional de Cinema de Berlim, na capital alemã.

swissinfo.ch with SDA-ATS and DPA; urs

O anúncio foi feito pela ministra alemã da Cultura e Mídia em Berlim na sexta-feira.

O italiano de 46 anos, que foi escolhido juntamente com Mariette Rissenbeck para dirigir a Berlinale, deve assumir seu cargo em maio de 2019.

Chatrian atuou como diretor artístico do principal festival de cinema da Suíça em Locarno desde 2012.

Nos últimos seis anos, ele manteve o perfil do festival, prestigiado entre os cinéfilos europeus, e ao mesmo tempo emplacou estreias mundiais em suas competições internacionais, bem como filmes populares de Hollywood no famoso cinema ao ar livre da Piazza Grande.

Sua nomeação é vista como uma surpresa, já que Chatrian, formado em literatura e filosofia e que fez carreira também como jornalista e escritor, dava a crer em entrevistas à imprensa que não ambicionava suceder o poderoso Dieter Kosslick, diretor da Berlinale desde 2001.

Observadores dizem que ele enfrentará um grande desafio de reformar a Berlinale, que compete diretamente por filmes contra o Festival de Cinema de Cannes, no sul da França.

O Festival Internacional de Cinema de Berlim, um dos eventos cinematográficos mais populares da Europa, já foi dirigido anteriormente por um suíço, o documentarista e fotógrafo Moritz de Hadeln, de 1980 a 2001.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo