Navigation

Skiplink navigation

Artista nigeriano trabalha com loterias - e leva o bilhete ganhador

O projeto vencedor "Give us this Day" (Nos dê este dia) de Anthony Ayodele Obayomi. (Máquina de loteria rudimentar utilizada para a Premier Lotto, também conhecida como "Baba Ijebu", que é a principal empresa de loteria e apostas esportivas da Nigéria). Anthony Ayodele Obayomi

As fotos de Anthony Ayodele Obayomi da Nigéria exploram os mecanismos de enfrentamento da pobreza de seu país, incluindo o jogo da loteria, que ele tem comparado a uma religião. Obayomi acaba de receber um prêmio suíço por seu trabalho.

Este conteúdo foi publicado em 02. novembro 2020 - 15:00

Obayomi é o primeiro laureado em artes visuais do Prêmio Taurus de Lausanne, que tem como objetivo ajudar os artistas a desenvolver projetos em suas áreas locais e ganhar acesso ao público internacional.

Dê-nos este dia: cabine de loteria onde os números vencedores são escritos na parede. Anthony Ayodele Obayomi

Obayomi recebeu o prêmio CHF 10.000 (US$ 11.000) por seu projeto "Give us this Day" (Dê-nos este dia), que examina os mecanismos de enfrentamento do dia-a-dia de seus conterrâneos de Lagos. As loterias são uma dessas formas. Através de seu trabalho, o artista ilustra as condições de vida pouco sustentáveis na região da capital nigeriana. Ele compara as loterias à religião: ambas dão esperança às pessoas que lutam para ganhar a vida nas partes mais pobres da Nigéria.

Lagos, a maior cidade da Nigéria e onde vivem cerca de 21 milhões de pessoas, é formada por uma ilha e uma seção continental. Nos últimos dias, a cidade tem enfrentado um novo conjunto de desafios em meio à violência relacionada a protestos anti-policiais. A agitação irrompeu em todo o estado, que está sob um toque de recolher de 24 horas, desencadeada por protestos e pelos disparos contra civis pelas forças de segurança na semana passada.

A diretora artística da Fundação Taurus, Valentine Umansky, decidiu se concentrar em artistas na parte continental de Lagos depois de passar algum tempo lá. Ela sentiu que o território continental estava sub-representado artisticamente. 

"Os habitantes de Lagos têm que viajar para as ilhas para mostrar, discutir, comprar e exibir arte", disse ela à swissinfo.ch.

A Fundação Taurus foi criada em 2013. O júri do prêmio compreende pessoas da região escolhida como foco do ano, que podem avaliar melhor a relevância e o conhecimento do artista por trás dos projetos.

A Fundação fez uma parceria com o Festival LagosPhoto para a exposição de abertura, que será realizada em outubro em Lagos continental, e também com o Photoforum Pasquart na cidade suíça de Biel, que tem como objetivo promover a fotografia suíça e internacional. A exposição de encerramento será realizada lá em janeiro.

O título 'Dê-nos este dia' é tirado do Pai Nosso (na imagem, um altar doméstico). Anthony Ayodele Obayomi

Desenvolvimento artístico ao longo de dois anos

O Prêmio Taurus só é concedido uma vez a cada dois anos porque Valentine Umansky sente que as mulheres artistas, em particular, lutam para entregar seus projetos dentro dos períodos de tempo restritos habituais devido à maternidade ou à organização do cuidado infantil. A fundação desenvolveu o prêmio para que haja um ano completo para cada laureado conceber seu projeto e um ano para as duas exposições na região de origem e na Suíça.

A exposição de encerramento de Anthony Ayodele Obayomi está prevista para acontecer entre 31 de janeiro e 4 de abril do próximo ano na Suíça. 

Partilhar este artigo