Perspectivas suíças em 10 idiomas

Povo inseguro

Comentaristas nos jornais analisam resultados do plebiscito swissinfo.ch

Iniciativa do Ouro é recusada. Proposta governamental recebe um claro "não". Suíços contra a liberalização no mercado de energia.

O voto negativo dado pelos suíços no plebiscito de três projetos de importância nacional reflete a insegurança em relação ao futuro incerto da economia.

Jornais suíços explicam, através dos seus comentaristas, que a derrota do projeto “Instituição de Solidariedade”, criação de uma fundação para administrar com fins caritativos as reservas de ouro excedentes do Banco Central da Suíça, é conseqüência da incapacidade do governo de tornar essa idéia mais compreensível para a população. Ao mesmo tempo, em períodos de insegurança econômica, os suíços estariam pouco propensos a aprovar projetos inovadores ou generosos.

Insegurança

“Derrota para o governo” é o título dado pelo jornal de Berna “Berner Zeitung” em relação a negativa tripla dada pela população. “Em períodos de crise e queda nas receitas do caixa da previdência social, as pessoas pensam primeiro em si próprio.

Órgãos de imprensa como o “Basler Zeitung” definem os resultados do plebiscito de domingo como “triunfo da mentalidade de contabilista”. “Qualquer noticiário negativo na mídia acabar destruindo idéias visionárias.”

“Trata-se de um tempo ruim para se dar presentes”, titula o jornal “Aargauer Zeitung”, explicando a recusa do projeto governamental.

Desconfiança popular

Jornalistas estimam que a rejeição da nova lei de liberalização do mercado de energia é uma resposta ao marasmo econômico.

“Em um período de estagnação econômica e inquietude geral, a maioria da população é cética em relação a grandes mudanças de um sistema que ate os dias de hoje tem funcionado razoavelmente bem”, destaca o jornal “St. Galler Tagblatt”.

Para o jornal gratuito “24 Heures”, o resultado mostra uma crescente desconfiança popular frente às propostas “liberalizantes”. “Essa desconfiança começa sobretudo quando o governo pensa em privatizar serviços públicos bem quistos pelo povo como os correios”.

Escândalos influeciam plebiscito

O jornal econômico AGEFI é um dos poucos órgãos de imprensa que define os resultados negativos do plebiscito como um voto de desconfiança do povo suíço ao governo, devido aos escândalos ocorridos depois da falência da Swissair e dos altos prejuízos da Expo 02.

swissinfo

– Jornalistas estimam que a rejeição da nova lei de liberalização do mercado de energia é uma resposta ao marasmo econômico.

Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch.

SWI swissinfo.ch - sucursal da sociedade suíça de radiodifusão SRG SSR

SWI swissinfo.ch - sucursal da sociedade suíça de radiodifusão SRG SSR