Bolsa suíça segue queda global

Ãs 9:14 da manhã de segunda-feira, o índice da bolsa suíça SMI (Swiss Market Index) despencou 6.1% para 9142.31 pontos. Keystone / Gaetan Bally

O mercado de ações suíço abriu segunda-feira com perdas substancialmente pesadas, depois de já sofrer na última sexta-feira.

SDA-Keystone/ac

Às 9h14, o Índice do Mercado Suíço (SMI) caiu 6,1%, para 9142,31 pontos, enquanto o Swiss Leader Index (SLI) caiu 7,01%, para 1373,18 pontos, puxado pelas 30 principais ações. O Índice de Desempenho Suíço (SPI) caiu 5,6%, para 11.215,05 pontos.

As maiores quedas foram registradas em ações de instituições financeiras e mercados cíclicos. A seguradora Zurich (-11,9%) caiu para o fundo do SLI, seguida pela AMS (-10,2%), Credit Suisse (-10,9%) e UBS (-9,7%).

Covid-19 e segunda-feira negra

A epidemia global de coronavírus está pesando fortemente no sentimento dos investidores. Em todo o mundo, mais de 100.000 casos de infecção foram registrados em 99 países e territórios, causando a morte de 3.792 pessoas, segundo a agência de notícias AFP. Enquanto isso, a Suíça registrou uma segunda morte no domingo devido ao Covid-19, um homem de 76 anos com problemas de saúde. O número de infecções ultrapassou a marca dos 300 na segunda-feira.

Uma queda drástica nos preços do petróleo devido à falha da Opep (Organização dos Países Exportadores de Petróleo) em concordar com os cortes na produção sinalizou o início do que alguns observadores estão chamando de Segunda-Feira Negra. O preço do barril Brent caiu mais de 22%. Na Ásia, os principais mercados financeiros foram afetados; em Tóquio, o Nikkei caiu 5,07% no fechamento do pregão. Os mercados europeus também despencaram com o Dax alemão caindo -7,4%) e o londrino FTSE 100 -8,6%.

As moedas contribuíram com sua parte para a volatilidade predominante e o franco, desempenhando seu papel de porto seguro, estava se valorizando em relação às principais moedas, batendo CHF1,057 por euro e CHF 0,9254 por dólar.

“Raramente a volatilidade do mercado foi tão alta quanto na semana passada. A causa recai claramente na evolução do coronavírus e temores sobre seu impacto econômico ”, disse John Plassard, da Mirabaud Securities, em nota.

Segundo Plassard, "os índices europeus caminham para uma segunda-feira negra nesta manhã, após o fracasso das negociações entre a OPEP e a Rússia".

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo