Navigation

Somalianas falam sobre jornada de integração

A Suíça é o lar de cerca de 8 mil somalis que fugiram da guerra civil em seu país natal. Uma associação na região leste da Suíça ajuda a comunidade somali a resolver seus principais problemas na integração ao novo país.

Este conteúdo foi publicado em 30. setembro 2013 - 12:29

A fundadora da associação, Leyla Kanyare, está prestes a receber um prestigioso prêmio por seu trabalho de integração da Fundação para os Direitos Humanos e Liberdade, em Berna. Em uma festa para comemorar o prêmio, swissinfo.ch falou com ela e outras somalianas sobre a saída da Somália e os obstáculos que enfrentam no momento da chegada na Suíça. (Julie Hunt/swissinfo.ch)

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?