Navigation

Suíça confirma primeiro caso de Coronavírus

Agentes de Guarda de Fronteiras da Suíça controlando as entradas do país no cantão do Ticino, em 25 de fevereiro de 2020. Keystone / Pablo Gianinazzi

As autoridades suíças registraram o primeiro caso de infecção por Coronavírus em um paciente no cantão Ticino, ao sul do país, na fronteira com a Itália.

Este conteúdo foi publicado em 25. fevereiro 2020 - 17:27
Keystone-SDA/sb

Segundo a agência de notícias SDA, testes laboratoriais realizados em Genebra revelaram o caso de Coronavírus no cantão Ticino. Até agora, cerca de 300 pacientes com suspeita de contaminação por Covid-19 foram testados na Suíça, mas até agora não havia nenhuma confirmação, segundo o ministério suíço da Saúde.

No início da semana, o governo anunciou o reforço das medidas para evitar a propagação do vírus através da Itália, ao mesmo tempo ressaltando que a situação na Suíça está sob controle.

Os testes para o vírus Covid-19 também serão realizados com pessoas que apresentem sintomas semelhantes aos da gripe, mas que não estiveram necessariamente em contato próximo com pacientes infectados, acrescentam as autoridades suíçasLink externo. Nos próximos dias, uma campanha de informaçãoLink externo será lançada em todo o país. 

O anúncio ocorre ao mesmo tempo em que a vizinha Áustria também relata dois primeiros casos, confirmados na terça-feira. Os dois pacientes são italianos que vivem na província fronteiriça do Tirol e viajaram recentemente para a Lombardia, uma das duas regiões onde ocorre o surto da doença na Itália. A Áustria já teve mais de 200 casos suspeitos até agora, mas nenhum foi confirmado.

O número de casos na Itália passou em uma semana de três para 280 e sete mortes. Mais de uma dezena de cidades nas províncias da Lombardia e do Vêneto, com população combinada de cerca de 50 mil pessoas, foi colocada sob quarentena. Porém o vírus continua a se espalhar e as autoridades já registraram uma infecção na Sicília e o primeiro caso ao sul de Roma, na terça-feira.

Alain Berset, ministro suíço da Saúde, faz no momento uma visita oficial à Itália, onde encontra em Roma seus homólogos da Itália, Áustria, Alemanha, França e Eslovênia para discutir o surto e a coordenação do combate do vírus.

O número de casos confirmados de Coronavírus a nível mundial aumentou acima dos 80 mil. A doença matou mais de 2.600 pessoas, a maioria na China, e alastrou-se para cerca 29 países.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.