Tempestade Ciara deve ir embora após dois dias sem interrupção

A tempestade Ciara atacou a Suíça novamente na noite de segunda para terça-feira, embora com menos intensidade que na noite anterior. Depois de danos generalizados, interrupção de viagens e uma morte, a tempestade deve diminuir na terça-feira.

Este conteúdo foi publicado em 11. fevereiro 2020 - 07:15
A tempestade Ciara chegou à Suíça na manhã da segunda-feira. Ventos fortes afetaram muitas regiões, incluindo o lago de Genebra, no oeste do país Keystone / Laurent Gillieron

A tempestade que atingiu a Grã-Bretanha e o norte da Europa continental com fortes chuvas e ventos fortes também atingiu a Suíça nos últimos dois dias, com ventos que chegaram a 202 km/h em Gütsch ob Andermatt, no cantão de Uri, na região central do país.

A tempestade afetou o tráfego aéreo. Na segunda-feira de manhã, o aeroporto de Zurique anunciou que 50 partidas e 50 chegadas haviam sido canceladas. Em Basileia, cerca de 180 voos foram cancelados na manhã de segunda-feira, com rajadas nas pistas de 120 km/h.

Cerca de 30 voos foram cancelados na segunda-feira no aeroporto de Genebra. Enquanto isso, o sul da Suíça foi amplamente poupado, de acordo com a MeteoSwiss.

A tempestade também causou várias interrupções nos serviços ferroviários. Na Suíça de língua francesa, várias linhas entre Le Noirmont (Jura), Tavannes (Berna), Saignelégier (Jura), La Chaux-de-Fonds, Neuchâtel e Porrentruy e Bonfol (Jura) foram afetadas, causando atrasos e cancelamentos.

Na segunda-feira, um motorista de 36 anos foi morto quando um caminhão vindo em sua direção foi jogado no lado errado da estrada, causando a colisão fatal.

No domingo à noite, uma árvore atingiu a cabine do condutor de um trem de passageiros pouco antes de entrar na estação de Moutier, mas não causou feridos. Outras linhas de trem também foram afetadas entre Romont e Bulle, no cantão de Friburgo, bem como em muitas outras partes da Suíça de língua alemã.

Árvores foram arrancadas e caíram em várias estradas na região central do planalto suíço. As regiões de Schaffhausen, Aarau, Solothurn, Jura de Berna e Suíça central foram particularmente afetadas, informou Viasuisse.


Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo