Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

"Doutor punho de ferro" defende título em Berna



Vitali Klitschko defendeu seu título pela terceira vez

Vitali Klitschko defendeu seu título pela terceira vez

(Keystone)

O pugilista ucraniano Vitali Klitschko, de 38 anos, venceu o americano Kevin Johnson (30) por pontos, na noite deste sábado (12/12) em Berna, e manteve o cinturão dos pesos pesados do Conselho Mundial de Boxe (CMB).

O próximo desafiante de Vitali, que detém um recorde de 39 vitórias (37 por nocaute) e apenas duas derrotas, será o britânico David Haye na disputa da Associação Mundial de Boxe.

Apoiado pelo seu irmão caçula Vladimir, que detém o título da Federação Internacional e da Organização Mundial de Boxe, e pela maioria dos 18 mil torcedores na PostFinance-Arena, em Berna, Vitali dominou o adversário desde o começo.

Ele foi o lutador mais ativo, pressionou o norte-americano contra as cordas e em momento algum correu o perigo de perder o controle da luta. No quarto round, no entanto, Johnson, que passou a maior parte do tempo na defensiva, aplicou-se soco que abriu a sobrancelha do olho direito.

Os árbitros apontaram por unanimidade a vitória de Klitschko nos 12 rounds da luta. Vitali, que já havia batido o até então invicto Chris Arreola (EUA) em setembro passado, permanece com apenas duas derrotas em 41 lutas, sendo 37 delas vencidas por nocaute.

O "doutor punho de ferro", como é chamado o pós-graduado em Ciências do Esporte, reconquistou o título no ano passado contra o nigeriano Samuel Peter, depois de uma pausa de quase quatro anos por lesão.

Pela terceira defesa do título, Vitali Klitschko ganhou um prêmio de quase quatro milhões de dólares. Mesmo assim, ele mostrou-se insatisfeito após a luta. "Não estou feliz porque estava preparado para nocauteá-lo, mas estou contente que venci todos os rounds", disse.

Só falta um título à família Klitschko

Depois do triunfo deste sábado, o próximo desafio do ucraniano será vencer o britânico David Haye, que, no mês passado, tomou do gigante russo Nikolay Valuev o título da Associação Mundial (AMB) – o único cinturão de pesos pesados que não está na família Klitschko.

"Vamos ver o que acontece. Primeiro ele tem que disputar o desafio obrigatório contra John Ruiz, e eu lhe desejo sorte. Haye é campeão mundial em falar besteira. Então, se ele lutar contra um de nós, irá perder", garantiu Klitschko.

Depois de seu retorno ao ringue em 2008, Vitali ainda não teve grandes rivais pelo caminho. A vitória contra Johnson pode motivá-lo a arriscar mais em 2010.

"Nós temos um sonho e vamos fazer o nosso melhor para tornar nosso sonho realidade", disse o irmão mais velho dos Klitschko. "O próximo ano vai ser muito interessante", avisou em Berna.

Geraldo Hoffmann, swissinfo.ch (com agências)

Vitali Klitschko

Ucrânia
Nasceu em 19/07/1971
Profissional: desde 1996
Lutas: 41
Vitórias: 39
Nocautes: 37
Derrotas: 2
Títulos: três, foi campeão pela OMB entre 1999 e 2000, e pelo CMB, em 2004 e desde 2008.

Aqui termina o infobox

Kevin Johnson

Estados Unidos
Nasceu em 07/09/1979
Profissional: desde 2003
Lutas: 24
Vitórias: 22
Nocautes: 9
Empates: 1
Derrota: 1
Títulos mundiais: Nenhum.

Aqui termina o infobox

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

×