Navigation

Apresentador de TV é condenado por abusos sexuais no Reino Unido

Antes de sua condenação, Harris era considerado um tesouro nacional no Reino Unido, e aparecia em programas da rede pública BBC. afp_tickers
Este conteúdo foi publicado em 30. junho 2014 - 15:48
(AFP)

Um tribunal londrino considerou o apresentador Rolf Harris, 84 anos, culpado de 12 acusações de abusos sexuais contra meninas e jovens mulheres, e agora ele pode enfrentar uma pena de prisão.

O também ator e cantor de origem australiana foi colocado em liberdade condicional até que sua pena seja divulgada, na próxima sexta-feira.

O juiz Nigel Sweeney advertiu que é inevitável sua entrada na prisão por abusar sexualmente de quatro mulheres, com idades entre sete e 19 anos, entre 1968 e 1986, crimes que ele nega.

Os promotores consideraram que a personalidade do famoso apresentador tinha um lado obscuro, ao utilizar sua fama para abusar de menores com total impunidade.

Antes de sua condenação, Harris era considerado um tesouro nacional no Reino Unido, e aparecia em programas da rede pública BBC.

Harris é uma das muitas celebridades detidas no Reino Unido na Operação Yewtree, uma investigação policial por abusos sexuais cometidos no passado, investigadas a partir de revelações que apontavam o astro da BBC, Jimmy Savile, como um abusador sexual.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?