Navigation

Cantor chega aos 100 e não se cansa de viver

Hugues Cuenod gravou mais de 70 Lps, além de dezenas de 78 rotações Keystone Archive

O cantor de ópera suíço Hugues Cuenod completou cem anos dia 26 de junho. Cantou até os 90, anda empertigado, é entusiasta e quer viver mais...

Este conteúdo foi publicado em 26. junho 2002 - 11:20

A receita de longevidade de Cuenod seria "o dom de ser gentil e agradável com os amigos, o dom da música e o dom da preguiça", como confiou há poucos dias ao jornal "dimanche.ch", de Lausanne.

Sua longa existência talvez se explique melhor por uma filosofia de vida caracterizada por uma grande simplicidade: é alimentada por uma constante curiosidade, uma mente alerta que o faz interessar-se por tudo que lhe acontece.

"Preguiçoso de nascimento"

Em função de sua profissão, seu interesse vai mais para a música clássica. Por isso mesmo não deixa de freqüentar concertos e óperas. E se um de seus passatempos favoritos é visitar exposições de pinturas, "ele se alegra com tudo que lhe acontece", mesmo sendo "preguiçoso de nascimento".

É muito provavelmente seu gosto intacto pela vida que o levou a exercer a profissão até os noventa anos.

Aos 85 entrava para Guinnes Book of Records ao debutar no Metropolitan Opera de Nova York, representando o papel do imperador Altoum em Turandot, de Giacomo Puccini. Mas 5 anos mais tarde ainda atuava pela última vez na Suíça.

Hoje, centenário acha que na sua vida houve um pequeno baque aos 99 anos. Mas não desespera de viver mais que a Rainha Mãe da Inglaterra, falecida em março. Ela completaria 102 anos em agosto.

swissinifo/J.Gabriel Barbosa

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Em conformidade com os padrões da JTI

Em conformidade com os padrões da JTI

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?